PUBLICIDADE

Novo tratamento para refluxo com radiofrequência: rápido e sem cortes

Conheça a terapia antirrefluxo por radiofrequência, um procedimento ambulatorial de apenas 40 minutos

O que é a terapia antirrefluxo por radiofrequência?

A terapia antirrefluxo por radiofrequência, também conhecida como Stretta, é um procedimento endoscópico minimamente invasivo, que reduz significativamente os sintomas de doença do refluxo, permitindo que a maioria dos pacientes elimine ou diminua o uso dos medicamentos, tais como omeprazol. É um procedimento ambulatorial, realizado em menos de 40 minutos, permitindo que os pacientes retornem às atividades normais no dia seguinte. O tratamento não exige incisões, pontos ou implantes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Esse tratamento já existe há bastante tempo em outros países, onde mais de 20 mil pacientes já foram submetidos a ele. No Brasil, essa terapia chegou em 2017 como uma nova arma no arsenal terapêutico contra a doença do refluxo crônico.

Benefícios da terapia antirrefluxo

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Indicações da terapia antirrefluxo por radiofrequência

O tratamento é destinado aqueles pacientes que sofrem de refluxo gastroesofágico crônico (DRGE) e que não consegue controle adequado com medicamentos ou o tratamento com medicamentos deveria ser de longo prazo e isso não é uma opção viável. Se a pessoa estiver entre os 30% dos pacientes com DRGE crônica, cujos sintomas não estão bem controlados por medicamentos, ou se preocupa com os potenciais efeitos colaterais do tratamento de drogas a longo prazo, e a cirurgia parece muito agressiva, talvez essa terapia seja uma ótima opção.

Estudos sobre a terapia antirrefluxo por radiofrequência mostraram:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Contraindicações

Como a terapia antirrefluxo por radiofrequência é realizada?

É um procedimento ambulatorial realizado em menos de 40 minutos e não exige incisões, pontos ou implantes. O sistema fornece energia de radiofrequência (RF) ao músculo entre o estômago e o esôfago, que remodela e melhora o tecido muscular, resultando em melhoria na função de barreira que diminui os eventos de refluxo. A energia de RadioFrequência(RF) é uma forma de onda de energia que é usada em muitas especialidades médicas:

Veja como funciona a terapia antirrefluxo por radiofrequência

Terapia antirrefluxo por radiofrequência

Qual médico realiza esse procedimento?

Como é um procedimento endoscópico, é natural que o procedimento seja realizado por um médico especialista em endoscopia digestiva e que foi devidamente treinado para realizar este tipo de procedimento.

Tempo de duração do procedimento

Em média 40 minutos, sob anestesia geral, em clinicas ou hospitais com suporte para este tipo de anestesia. O paciente deve permanecer totalmente imobilizado durante o procedimento e por isso a necessidade de anestesia geral.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que fazer antes do procedimento

São necessários exames para confirmar o diagnóstico de refluxo crônico, como endoscopia digestiva, PHmetria esofágica de 24 horas e manometria do esfíncter esofágico inferior. Como o procedimento, embora não seja cirúrgico, é feito por anestesia geral, então são necessários alguns exames pré-operatórios exigidos pelo anestesista para segurança do paciente, tais como hemograma, coagulograma, eletrocardiograma e RX do tórax. Para realizar o procedimento, é preciso estar em jejum de pelo menos 8 horas.

O que fazer depois do procedimento

Complicações e riscos

Esta terapia é a opção de tratamento minimamente invasiva mais amplamente estudada para doença do refluxo (DRGE) - e provou ser segura e eficaz em mais de 37 estudos clínicos e 18 mil procedimentos. Complicações graves são muito raras, tais como: hemorragia no local do tratamento no esôfago, embolia pulmonar, perfuração do esôfago, septicemia e morte. Mais frequentes são os sintomas transitórios como dor, dificuldade de deglutição, febre temporária, lacerações da mucosa do esôfago, dor de estômago, dor atrás do peito.

O que esperar após a terapia antirrefluxo por radiofrequência