PUBLICIDADE

Síndrome da boca ardente - Sintomas, Tratamentos e Causas

Visão Geral

O que é Síndrome da boca ardente?

A síndrome da boca ardente trata-se de uma queimação contínua ou recorrente na boca sem causas óbvias. Esse desconforto pode afetar a língua, as gengivas, os lábios, o interior das bochechas, o céu da boca ou as áreas comuns de toda a boca.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Segundo estudos sobre a patologia, mais de metade dos pacientes observam o surgimento da dor de forma espontânea, sem que haja um fator precipitante, cerca de um terço dos acometidos pela síndrome relatam, entretanto, o início de um tratamento dentário, doença ou uso de certo fármaco, em associação com o surgimento da ardência.

Tipos

A síndrome da boca ardente pode ser classificada como primária ou secundária:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Síndrome da boca ardente primária

Quando nenhuma anormalidade clínica ou laboratorial pode ser identificada, a condição é chamada de síndrome da boca queimada primária ou idiopática. Algumas pesquisas sugerem que a síndrome da boca queima primária está relacionada a problemas com o gosto e nervos sensoriais do sistema nervoso central ou periférico.

Síndrome da boca ardente secundária

Às vezes a síndrome da boca ardente é causada por uma condição médica subjacente. Problemas subjacentes que podem estar ligados à síndrome da boca queimada secundária incluem:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causas

A síndrome da boca ardente pode aparecer de repente ou desenvolver gradualmente ao longo do tempo. Infelizmente, a causa geralmente não pode ser determinada. Embora isso torne o tratamento mais desafiador, você pode, muitas vezes, ter a síndrome da ardência da boca sob melhor controle, indo ao médico regularmente.

Fatores de risco

A síndrome da boca ardente é mais comum em mulheres que estão na pós-menopausa, mas pode ser desencadeada também por outros fatores, como:

Sintomas

Sintomas de Síndrome da boca ardente

Os sintomas da síndrome da boca queimada podem incluir:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Buscando ajuda médica

Se sentir desconforto, ardor ou dor na língua, lábios, gengivas ou outras áreas da boca, consulte o seu médico ou dentista.

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar a síndrome da boca ardente são:

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para síndrome da boca ardente, algumas perguntas básicas incluem:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Diagnóstico de Síndrome da boca ardente

Para um diagnóstico preciso e confirmar se o paciente é acometido pela síndrome, deve ser realizado um exame físico detalhado, que será avaliado juntamente ao histórico clínico do paciente. Os médicos podem ainda solicitar exames complementares, como por exemplo: exames de sangue em busca de infecções, deficiências nutricionais, doenças associadas à síndrome; swab oral em busca de candidíase; e testes alérgicos para materiais dentários, alimentos ou alguma outra substância que possa estar causando alergia.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Síndrome da boca ardente

O tratamento da Síndrome da Boca Ardente busca combater os sintomas apresentados em cada caso específico, ou seja, compreende o tratamento de doenças preexistentes, como diabetes, Síndrome Sjógren, ou um problema de suplementação nutricional, em casos de deficiências nutricionais; ajuste ou substituição de próteses dentárias; troca ou suspensão de medicamentos, caso esses sejam os responsáveis pela ardência; uso de remédios para tratar xerostomia, candidíase oral, ansiedade, depressão e controle de lesão em um nervo. Em alguns casos, entretanto, não há tratamento específico e o que se busca é controlar os sintomas.

Medicamentos para Síndrome da boca ardente

Os medicamentos indicados para a síndrome da boca ardente são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

As complicações que a síndrome da boca em queimação pode causar ou estar associada estão relacionadas principalmente ao desconforto. Eles incluem, por exemplo:

Convivendo/ Prognóstico

Além de tratamento médico e medicamentos prescritos, algumas dicas podem reduzir seus sintomas e desconforto bucal:

Prevenção

Prevenção

Não há maneira conhecida de prevenir a síndrome da boca queimada. Mas evitando tabaco, alimentos ácidos, alimentos condimentados e bebidas carbonatadas e estresse excessivo, você pode reduzir o desconforto causado pela síndrome da boca queimada ou evitar que o desconforto piore.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Referências

Revisado por: Marcus Borba, cirurgião de cabeça e pescoço - CRM 13236/BA

Mayo Clinic. Disponível em:

The American Academy of Oral Medicine. Disponível em: