PUBLICIDADE

Brasil tem queda de 60% nos casos de doenças do Aedes

Apesar da redução nos números de casos, a dengue ainda atinge 193 mil pessoas

O divulgou recentemente dados sobre doenças do Aedes Aegypti. O Brasil apresentou uma queda de 60% nos casos de chikungunya, 57% nos casos de zika e 5% nos de dengue, até agosto de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Entretanto, apesar da redução no número infecções, as três doenças totalizam 269 mil casos suspeitos e 117 óbitos. Sendo que, a dengue representa a maior parte dos casos atualmente no país, com 78% das mortes e 72% de suspeitas.

O mosquito Aedes Aegypti é o vetor da dengue, zika e chikungunya, mas nenhuma dessas doenças têm uma vacina disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) disponibilizou a venda da primeira vacina contra a dengue, em julho de 2016, chamada de Dengvaxia. Entretanto, no início deste ano, o laboratório informou que essa vacina poderia ser aplicada apenas em quem já teve a doença, com a finalidade de evitar riscos à saúde.

O que é Arboviroses?

Arboviroses são as doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela. A classificação "arbovírus" engloba todos aqueles transmitidos por artrópodes, ou seja, insetos e aracnídeos (como aranhas e carrapatos).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Existem 545 espécies de arbovírus, sendo que 150 delas causam doenças em seres humanos. Apesar de a classificação arbovirose ser utilizada para classificar diversos tipos de vírus, como o mayaro, meningite e as encefalites virais, hoje a expressão tem sido mais usada para designar as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como o Zika vírus, febre chikungunya, dengue e febre amarela.