PUBLICIDADE

Dieta Low Carb pode ajudar pessoas com Diabetes Tipo 1

É importante entender que os carboidratos são diferentes entre si. Alguns deles elevam rapidamente a glicemia, outros não.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, cerca de 5% a 10% das pessoas diagnosticadas com a doença têm o tipo 1. Essa forma de diabetes acontece quando o sistema imunológico dos indivíduos ataca, erroneamente, as células beta, responsáveis por sintetizar e secretar o hormônio insulina, que regula os níveis de glicose no sangue. Como resultado desse mau funcionamento do organismo, a glicose fica no sangue, em vez de ser usada como energia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A pelo Boston Children?s Hospital, nos Estados Unidos, analisou 316 pessoas que participam de um grupo do Facebook defensor de uma dieta baixa em carboidratos para tratamento do diabetes tipo 1. Deste total, 138 tiveram o diagnóstico de diabetes confirmado; 42% dos participantes eram crianças.

Entendendo os carboidratos

A maioria das pessoas com diabetes sabe que os carboidratos não são bem vindos em suas dietas, mas eles não têm idéia de quais alimentos são ricos em carboidratos. De maneira geral eles reconhecem como proibidos os pães, arroz e açúcar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É importante entender que os carboidratos são diferentes entre si. Alguns deles elevam rapidamente a glicemia e são chamados de "simples". O representante maior desse grupo é o açúcar e é bom que se esclareça que ele não está apenas no açucareiro, mas no mel e nas frutas em geral. Assim um suco de laranja sem adição de açúcar pode elevar a glicemia da mesma forma que um doce.

Há ainda outro grupo de carboidratos, denominados "complexos", que diferem do primeiro grupo pelo fato de causarem uma elevação da glicemia mais lenta. Esses nutrientes, em quantidades moderadas, permitem que as correções glicêmicas possam ser realizadas pelo organismo ou pelos medicamentos utilizados. Além disso, suas versões integrais facilitam ainda mais esse processo. Os principais componentes desse grupo são os pães, arroz, aveia e outros cereais como batata, milho, mandioca, macarrão e todos os alimentos preparados com farinha de trigo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Resultados da pesquisa

A ingestão diária média de carboidratos dos participantes se manteve em 36 gramas ? apenas 5% de suas calorias totais, muito abaixo dos 45% recomendados pela Associação Americana de Diabetes.

Os valores de hemoglobina A1c, principal medida de açúcar no sangue, mostraram que uma dieta pobre em carboidratos mantém as taxas de açúcar no sangue em 5,67%. Segundo a equipe, esses resultados foram atingidos graças à baixa ingestão de carboidratos.