Alimentação indicada em caso de diarreia

Veja quais alimentos são indicados e quais evitar durante um episódio

Quando se tem diarreia é importante ingerir alimentos leves, de fácil digestão e que não agridam o sistema gastrointestinal, uma vez que ele está passando por um momento de inflamação. Neste caso, o contato com alimentos de difícil digestão pode gerar uma maior dificuldade na recuperação da diarreia.

Alimentos para comer quando se tem diarreia

A nutricionista Amanda Epifânio Pereira explica em quais alimentos investir:

1. Carnes

Além de fontes protéicas, as carnes representam as principais fontes alimentares de ferro e vitaminas do complexo B. Em casos de diarreia, alimentos ricos em vitamina B ajudam a fortalecer a imunidade e contribuir para a reestruturação da flora intestinal.

Como consumir: as carnes podem ser oferecidas moídas, cozidas e cortadas em pedaços pequenos ou mesmo desfiadas. O ideal é que sejam oferecidas carnes magras, como frango e peixe.

2. Arroz integral

O grão também é rico em proteínas do complexo B. As vitaminas do complexo B são hidrossolúveis e não são produzidas em quantidades suficientes pelo corpo humano, por isso devem ser adquiridas por meio da alimentação.

3. Mingau

Um mingau preparado com aveia, farinha de arroz ou milho pode ser uma excelente opção em caso de diarreia, pois eles são leves, fáceis de serem digeridos e ajudam a repor os nutrientes perdidos na desidratação.

4. Batata

As batatas são fontes energéticas do almoço e jantar. Além disso, a batata é rica em ferro e cálcio, além de possuir propriedades imunomodulatórias, que atuam modulando e ativando os componentes celulares e seus mediadores químicos, aumentando assim a efetividade do sistema imunológico.

Como consumir: em forma de purê ou ingrediente de uma sopa.

5. Cenoura

A cenoura contribui para o aumento da imunidade do organismo e ajuda no combate a infecções. O alimento é rico em pectina, uma substância que aumenta o volume das vezes reduzindo assim a entrada de bactérias e contribuindo para uma melhora na inflamação.

Como consumir: podem ser ingeridas cozidas, como purê e sucos.

6. Chás

Os chás podem contribuir com a regulação da flora intestinal. O chá de folha de goiabeira, por exemplo, possui ação analgésica e contribui para o alívio de dores abdominais e cólicas. O chá de camomila pode fazer com que o intestino se contraia menos e produza menos bolo fecal. Já o chá de hortelã pode ajudar no processo digestivo e alívio de azia e dor de estômago.

7. Maçã

A maçã conta com fibras capazes de regular o intestino e podem contribuir para aliviar o fluxo intestinal causado pela inflamação.

Como consumir: ela pode ser ingerida crua ou cozida.

8. Banana

A banana é um alimento rico em amidos, substâncias capazes de absorver a água do intestino e deixar as fezes mais sólidas. A fruta ajuda a repor nutrientes como potássio e magnésio, que costumam ser facilmente perdidos em episódios de diarreia.

Como consumir: ela pode ser ingerida crua, sólida ou amassada.

8. Sopa

As sopas contribuem para a hidratação do organismo e reposição dos nutrientes. Tudo depende do ingredientes escolhidos. O ideal é optar por sopas caseiras e evitar temperos industrializados, cujos componentes podem irritar o sistema gastrointestinal.

Como consumir: o mais indicado é que sejam feitas à base de legumes e tubérculos como cenoura, chuchu, abobrinha, batata e carne de frango.

Alimentos que devem ser evitados

Segundo o gastroenterologista J Bussade, evite a ingestão destes itens durante um episódio de diarreia:

Cardápio para três dias de diarreia

Refeição 1º dia 2º dia 3º dia
Café da manhã Chá de gengibre com 2 bolachas de água e sal Mingau de leite de arroz Chá de camomila com 2 torradas e geleia
Almoço Frango cozido com batata cozida Frango desfiado com legumes cozidos Sopa de abóbora cozida
Lanche Gelatina Maçã cozida Pera cozida
Jantar Sopa de legumes com arroz Canja com torradas Purê de cenoura com frango desfiado

Cuidado com a desidratação

A perda de líquidos ocasionada pela diarreia faz com que o corpo perca mais água e nutrientes do que ingere. Esse quadro leva à desidratação.

Durante o período de diarreia é importante ingerir líquidos como água, água de coco e isotônicos além do normal. Também é importante incluir a ingestão de soro caseiro, pois ele age no processo de reidratação e ajuda o organismo a se restabelecer.

Saiba mais sobre a diarreia

De acordo com o gastroenterologista J Bussade, a diarreia pode ser caracterizada como a eliminação de fezes líquidas várias vezes ao dia, com episódios de cólica, ânsia de vômito e dor abdominal. A diarreia pode ser aguda ou crônica, e o fator determinante para seu diagnóstico é o tempo de duração dos sintomas. Veja a seguir:

A diarreia pode acontecer em qualquer momento da vida. No entanto, em bebês e crianças é preciso atenção especial pois, por causa do baixo peso corporal e alta rotatividade de água e eletrólitos, o quadro pode evoluir para uma desidratação grave e levar à morte.

Idosos também são uma parcela da população em que a diarreia pode ser perigosa e levar a desidratação. O motivo é que conforme o corpo envelhece, a capacidade do organismo para conservar água é reduzida.