PUBLICIDADE

Fique de olho no ganho de peso durante a gravidez

Aumentar demais ou "de menos" a massa corporal pode acarretar problemas ao bebê

Ganhar peso na gravidez é importante, mas com cautela e acompanhamento, pois os limites para manter a saúde da mãe e do bebê são bem definidos e os cuidados começam antes mesmo da gestação. Isso porque o peso pré-gestacional, o Índice de Massa Corporal (a relação em que peso é dividido pela altura ao quadrado) da mãe e os quilos ganhos, durante os nove meses, são fatores que influenciam o peso do bebê ao nascer e a saúde futura da mãe. E esse peso da criança pode ser um indício importante de desenvolvimento de doenças no futuro, muitas vezes ainda na infância.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Então, ficar de olho nesse fator durante o pré-natal, com acompanhamento rigoroso do obstetra não é exagero para ninguém. Não há um número mágico de quilos que se pode ganhar. Existem algumas tabelas que ajudam a obstetra a individualizar a avaliação para cada gestante. Ganhar peso de menos pode impactar no peso e tamanho do feto. Outro problema são dietas muito restritivas, elas vão refletir diretamente na nutrição desse bebê. A falta de alimento afeta o desenvolvimento de uma gestação saudável, até porque a deficiência nutricional abate primeiro a mãe e depois a criança.

Como se vê, o importante é não ter exageros, nem para mais e nem para menos. É fundamental avaliar os hábitos alimentares: muita gente acredita que tem uma alimentação saudável, mas, às vezes, passa muitas horas sem comer, não consome todos os grupos alimentares nas refeições, entre outras falhas que precisam ser corrigidas durante a gestação e mantidas após. E considerar alguns fatores tão importantes quanto e que, infelizmente, não há como mudar: a biologia e a genética podem fazer diferença. Se essa mãe tem "tendência" a engordar, deve ter atenção redobrada. Pergunte a sua mãe, tia, vó como foi a gravidez delas?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Com ganhos exagerados, as chances de desenvolver diabetes gestacional, hipertensão e pré-eclâmpsia são mais altos. Não dá para cometer deslizes. Para estas, passado o parto, o peso e a distribuição da gordura adquiridos na primeira gravidez costumam ser alterações que persistem por mais tempo, sendo mais difícil perder peso. Por isso é tão importante evitar excessos durante os nove meses e se possível se preparar antes de engravidar.

É aí que entra a luta contra o sedentarismo. Além da alimentação balanceada, incluir exercícios durante a gravidez podem ajudar no equilíbrio dessas "forças". Ficar de preguiça nove meses vai fazer diferença. Separe uma horinha para se mexer, com orientação e acompanhamento. Aliás, esse é outro momento de importante orientação do obstetra: e quais exercícios podem ser feitos para manter a evolução natural do peso e sem colocar em risco a gravidez? E melhor: quais podem ajudar a ter um parto mais tranquilo?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fica combinado assim: agora que já sabe a importância de manter o peso recomendado, separe suas dúvidas e leve para seu obstetra. Isso vai ajudar na consulta e vai te deixar mais confortável para passar por esse momento especial sem comprometer a saúde de seu corpo e do seu bebê.