Suicídio: como identificar sinais de alerta e preveni-lo

Organização Mundial da Saúde dá dicas para reconhecer os riscos e diz o que fazer para evitar que alguém próximo tire a própria vida

Tirar a própria vida é um ato extremo. Até chegar ao suicídio, em geral, muito sofrimento e aflição precede o momento. Para conscientizar a população de que suicídios são preveníveis, a Organização Mundial da Saúde (OMS) tem um que reúne dicas para reconhecer os sinais e ajudar quem está em risco.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Perguntar sobre suicídio não provoca o ato de se suicidar. Pelo contrário, frequentemente reduz a ansiedade e ajuda a pessoa a se sentir compreendida", diz o documento. Segundo a OMS, há um grupo de risco, que são as pessoas que:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quem está próximo a estas pessoas deve ficar atento se elas dão os seguintes sinais:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que fazer

Logo que identificar alguns destes sinais em alguma pessoa próxima, a OMS recomenda uma conversa em um local apropriado, para que a pessoa saiba que há alguém disposto a ouvi-la. Depois disso, é importante lembrar que a pessoa deve buscar tratamento, como psicoterapia ou uma consulta com o psiquiatra. Se a pessoa não estiver a vontade para isso, uma opção é se oferecer para acompanhá-la na consulta.

Se você achar que o risco de suicídio é iminente, não deixe a pessoa sozinha. Nem que, para isso, fale com outras pessoas próximas e familiares. Se ela mora com você, deixe objetos que oferecem perigos longe do acesso dela, como venenos, armas, facas ou remédios.

Preciso de ajuda: onde eu posso encontrar?

Se você está sentindo que precisa de ajuda e quer conversar com alguém saiba que é possível obter acolhimento e orientação no Centro de Valorização à Vida. O Centro de Valorização da Vida (CVV) é uma associação que tem como objetivo prevenir o suicídio. Ela disponibiliza alguns canais para que uma pessoa que esteja sentindo a angústia existencial possa conversar com voluntários. O número de telefone 188 é um destes canais, e ele aceita ligações gratuitas vindas de todo o país, após uma parceria com o Ministério da Saúde.

Além do telefone, o CVV disponibiliza um chat, um e-mail e postos pelo país para que as pessoas obtenham apoio emocional.

Lembre-se que por mais que ninguém precisa passar por um momento difícil sozinha. Enquanto houver vida, sempre haverá esperança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)