Como identificar pessoas manipuladoras e lidar com elas | Vspy.info- vspy.info
PUBLICIDADE

Como identificar pessoas manipuladoras e lidar com elas

Ao sermos manipulados, não percebemos que estamos deixando que outras pessoas alterem os rumos de nossas vidas

Nem sempre os relacionamentos em nossas vidas são saudáveis, e pode ser difícil reconhecer quando não são. Algo que pode explicar essa dificuldade é o fato de muitas vezes acreditarmos - ou querermos acreditar - que todas as pessoas em nossa volta têm boas intenções. Infelizmente, nem sempre isso acontece e, sem percebermos, podemos estar em contato com alguém que tem comportamento manipulador.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como a manipulação acontece

Pessoas com personalidade manipuladora podem enxergar outros indivíduos como peças de um quebra-cabeça que servem para obter os resultados desejados. Esse tipo de estratégia de manipulação pode ser direta ou indireta, segundo a psicóloga Adriana de Araújo, que também é especialista no Vspy.info.

Manipulação direta

A manipulação direta se dá pela imposição de ideias a determinado indivíduo. Nessa situação, ofensas e até agressão física podem ser usadas pelo manipulador para conseguir o que ele quer, de forma que através do medo, você pode pouco a pouco ir se submetendo às vontades do outro sem que ocorra a percepção disso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Veja exemplos da manipulação direta no cotidiano:

Manipulação indireta

A manipulação indireta é a mais frequente. Neste caso, a pessoa que é manipulada é colocada em uma posição de observador. Seja em ambiente profissional, educacional ou até mesmo domiciliar, a vítima da manipulação vai sendo colocada em segundo plano, tendo seu poder de fala excluído, sem espaço para que suas ideias, opiniões e desejos sejam expressados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"É comum que ocorra a chantagem emocional, isto é, um indivíduo que apele aos sentimentos para conseguir o que quer, e caso não consiga, irá fazer você acreditar que você é o grande culpado. Cria-se um mal estar emocional, um estado de mente onde temos sentimentos de dúvida sobre nossa capacidade, além da insegurança para tomar atitudes", explica Adriana.

Um comportamento manipulador costuma ser expressado por meio de críticas excessivas, rebaixamento e até a humilhação. Isso faz com que pouco a pouco, a essência da pessoa que está sendo manipulada seja oprimida, e isso pode acarretar sérios danos para a saúde emocional de quem passa por esse tipo de situação. "Conviver com a manipulação faz você sentir como se já não estivesse mais sob controle da sua vida", alerta a especialista.

Exemplos da manipulação indireta no cotidiano:

Manipulação sutil

Há também quem possa manipular os outros de maneira delicada ou até mesmo doce. Podem ser usadas críticas em meio à elogios, de forma que, por mais que você se sinta confortável com seu rendimento em determinado assunto, você não terá satisfação total no que realizou, porque há entrelinhas, um defeito indicado pelo outro. Este defeito indicado pode não ser válido, sendo colocado em meio a uma fala agradável para causar o desconforto a quem os argumentos são direcionados.

Quem corre mais riscos de ser manipulado

Assim como existem pessoas com personalidade manipuladora, também há quem tenha um perfil comportamental mais passível de ser manipulado. Adriana diz que indivíduos que não conhecem os próprios limites podem ser um alvo fácil de manipulação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Outras características como timidez excessiva, submissão e amedrontamento frente à confrontos também potencializam situações de manipulação, já que para evitar conflitos, muitas pessoas não dizem o que querem ou pensam, e o silêncio é um grande aliado na validação dos argumentos de pessoas manipulativas. "Indivíduos inseguros, que não confiam em suas próprias percepções e que precisam do apoio ou aprovação alheia na tomada de decisões também tendem a sofrer, já que é de interesse do manipulador que a opinião dessas pessoas sua opinião seja sempre tida como irrelevante em meio ao convívio social", ressalta.

Como lidar com pessoas manipuladoras

Segundo Adriana, é necessário entender o "jogo", isto é, analisar cautelosamente os padrões de comportamento de quem manipula, e saber o que fazer diante disto. Ter calma e equilíbrio emocional na hora de se manifestar sobre quaisquer assuntos também pode te fortalecer, pois demonstrará domínio, precisão e a coerência em seus argumentos, sem que seja preciso atacar o próximo para validar seu ponto de vista.

Sabendo como funciona a relação entre manipulador e manipulado, e quais sinais devem ser percebidos para evitar cair em armadilhas psicológicas, é possível lidar com estas pessoas sem se tornar paranóico ou desconfortável. "O segredo não é ser mais você e menos o outro, mas sim, ser tanto você que tudo bem se doar e se relacionar com o outro", reitera Adriana.

Caso você sinta que a situação está fora do controle busque ajuda de pessoas que possam lhe orientar. Se a situação estiver acontecendo no trabalho, tente conversar com a pessoa que cuida dos recursos humanos. Caso seja alguém próximo a você, fale com um amigo e busque orientação psicológica. Lembre-se, que ninguém tem o direito de lhe intimidar e sempre existem pessoas dispostas a ajudar.

Como evitar que os outros lhe manipulem

Saber quem você é e o seu valor são dois fatores que dificultam a possibilidade de você ser manipulado. Isso porque conhecendo a si mesmo, é possível criar uma barreira entre a visão do próximo sobre você, e a sua visão em relação a quem você é. Devemos levar em consideração as opiniões e críticas de outras pessoas desde que sejam feitas de maneira construtiva e bem intencionada. Caso contrário, é importante não deixar que as palavras possam enfraquecer suas estruturas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Conheça os próprios limites

Aprender a dizer "não" em situações que possam lhe deixar desconfortável faz com que você dificilmente possa se encontrar em momentos em que alguém está lhe controlando, pois você determinou fronteiras entre quem você é e o que você está disposto a oferecer ao meio social, sem alterar sua essência.

Desenvolva a resiliência

Ter resiliência significa lidar com os problemas, obstáculos e estresse de maneira equilibrada e serena. A tranquilidade permite que você possa tomar decisões coesas, que coloquem seus objetivos e bem estar em primeiro lugar, sem que a pressão externa ou interna interfiram no que se deseja.

Cultive a virtude da longanimidade

Sobre o conceito da longanimidade, Adriana de Araújo explica: "A longanimidade vai além da resiliência, pois significa respeitar o tempo e a si mesmo para a resolução de um problema. É aplicar os conhecimentos de respeito ao próximo a si mesmo. É algo a se desenvolver e treinar, porque não se nasce possuindo esta característica".