PUBLICIDADE

Queda de cabelo: 10 atitudes para fortalecer os fios e prevenir que eles caiam

Atentar-se à fatores como a alimentação, higiene capilar e bom humor podem prevenir a queda de cabelo

Perder cabelos é uma coisa normal. Cerca de 50 a 100 fios de cabelo caem da cabeça de todas as pessoas diariamente. E isso não é muita coisa em comparação aos mais de 100 mil fios que temos em nosso couro cabeludo. Além disso, conforme vamos envelhecendo, nossos fios de cabelo vão se tornando cada vez mais finos e rarefeitos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, muitas pessoas apresentam uma perda de cabelos mais acentuada, o que pode ser um sinal de algum problema de saúde mais grave. Por isso, nesses casos é importante procurar um médico para que ele possa lhe orientar sobre o procedimento mais adequado para você.

Porém, existem algumas ações que você pode colocar em prática desde já para prevenir e tratar a queda de cabelos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1) Manter os cabelos sempre limpos

A queda de cabelo acontece porque é uma ação comum do organismo e não tem relação com a quantidade de vezes que o cabelo é lavado. "Quando deixamos de lavar para evitar a queda de cabelo durante o banho, acabamos deixando o couro cabeludo sujo por mais tempo e esta sujeira poderá favorecer e agravar a queda de cabelos", diz o dermatologista Ademir Jr.

O ideal é que a lavagem seja feita com água em temperatura menor que 25 graus e, preferencialmente em dias alternados. Assim você evita os desgastes causados pelo excesso de água, sem permitir o acúmulo de sujeira. "No caso de cabelos muito oleosos, se não der para intercalar as lavagens, é fundamental respeitar a temperatura da água, que deve ser de morna a fria", afirma o dermatologista Valcinir Bedin

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2) Usar a escova errada

O uso da escova também pode ocasionar a queda de cabelo. É o que aponta um estudo publicado no , no qual diz que a frequência com que os cabelos são penteados aumenta a queda dos fios.

Além disso usar uma escova que não é para o seu tipo de cabelo pode danificar os fios, deixando aquele aspecto de cabelos quebrados. "As escovas com pinos que apresentam bolinhas de massagem na ponta protegem o couro cabeludo e oferecem mais leveza na hora de desembaraçar", afirma o cabeleireiro da Condor, Gennaro Preite.

3) Reduza seu estresse

Estudos mostram que uma boa parte das pessoas que reclamam de queda de cabelo apresenta ou apresentou algum tipo de estresse que pode ter sido causador da queda capilar. Uma boa forma de reduzir seu estresse, cuidar do organismo e ainda prevenir a queda de cabelo é por meio da prática de atividades físicas. De acordo com Ademir Jr, se exercitar libera endorfinas que diminuem o estresse e consequentemente a queda de cabelos.

4) Não prender os fios molhados

Fazer isso de vez em quando não tem problema nenhum. Mas achar que vai reduzir o volume dos fios dando um bom nó pode causar a queda de cabelo, pois os fios estão fragilizados quando molhados. "Manter o couro cabeludo molhado por muito tempo provoca fungos e cria caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda dos fios", afirma o cabeleireiro Paulo César Schettini. Usar um leave-in e evitar o vento enquanto os fios não estão secos são boas medidas para evitar o cabelo armado demais.

5) Atente-se saúde do couro cabeludo

O dermatologista Valcinir Bedin explica que as raízes dos cabelos são a base para fios fortes. "O descaso com o couro cabeludo pode causar a queda de cabelo, caspa, descamação, oleosidade em excesso e até prejudicar a nutrição do cabelo".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É importante ressaltar que as raízes do cabelo podem esconder problemas muito graves, como o eczema - uma descamação que começa comumente com uma alergia -, a psoríase de couro cabeludo, e até a alopecia areata, que é uma das formas com que a queda de cabelo. "O médico pode também diagnosticar o problema com mais precisão, diferenciando a caspa da descamação, por exemplo, e receitar remédios mais eficientes", explica Valcinir Bedin.

6) Faça exames periodicamente

Muitas vezes a queda de cabelo, acompanhada de coceira, pode ser um sinal de que há algo errado no organismo como um todo. "Hipotireoidismo pode causar ressecamento da pele no geral, o que provocaria coceiras e consequentemente a queda dos fios, assim como as doenças hepáticas e renais, que por muitas vezes impedem a eliminação de substâncias que provocam o sintoma", explica a dermatologista Aline.

7) Evitar o álcool e o fumo

A ingestão de álcool provoca aumento da produção de radicais livres no nosso corpo. Radicais livres promovem inflamação em alguns tecidos, incluindo a pele do couro cabeludo. Toda inflamação poderá promover aumento da queda de cabelos. Além disto, o álcool, sozinho, desgasta o organismo já que exige de nosso corpo um esforço maior para a metabolização do etanol. O desgaste do metabolismo é um dos fatores que podem levar à queda capilar.

Cuidado também com o tabagismo. Uma pesquisa recente do Departamento de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, conseguiu mapear com exatidão o tamanho do estrago causado pelas tragadas tóxicas. Depois de analisarem amostras de tecido de 1.241 homens fumantes e não fumantes, os estudiosos constataram que o hormônio DHT, particularmente ligado à calvície, aparecia em índices até 13% superiores entre os adeptos do cigarro. Além disto, por produzir radicais livres em nosso corpo, o cigarro facilita a queda de cabelo.

8) Cuidado com a ansiedade e a depressão

Segundo a psicóloga Angélica Cristina Strauss, estas duas condições podem também causar a queda de cabelo por serem fatores estressantes. Dependendo do grau de sua depressão ou ansiedade, a reação orgânica a isso pode alterar a produção de oleosidade de seu couro cabeludo, o que pode promover descamação ou aparecimento da caspa, alguns fatores que facilitam a queda.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, em casos mais crônicos, a depressão também pode levar a alterações nos hábitos alimentares e perda de apetite, o que, num futuro próximo, pode contribuir para o enfraquecimento dos fios e a queda de cabelo. Alguns dos medicamentos utilizados para o tratamento dessas doenças podem ter o mesmo efeito. Caso isso aconteça, você deve procurar um dermatologista, que verificará a causa e indicará um tratamento específico para o seu caso.

9) Cuide da alimentação

O que comemos é essencial para fortalecer os fios e estimular o crescimento deles. Alguns nutrientes específicos como os minerais (zinco, selênio, cálcio, silício e ferro), vitaminas (E, C e do complexo B), proteínas e grão integrais são extremamente benéficos para fortalecer os fios e evitar a queda de cabelo. "As propriedades desses nutrientes funcionam em cosméticos, mas seu maior benefício está quando estão presentes nos alimentos consumidos", diz o dermatologista Marelo Bellini.

Existem alguns alimentos que ajudam a evitar a queda de cabelo, como a carne vermelha, frutos do mar e leite.

10) Use a chapinha corretamente

Caso faça uso incorreto, os danos podem podem tomar grandes proporções. Erros como passar chapinha no cabelo molhado, sujo, ou dispensar protetores térmicos podem potencializar a queda de cabelo.

rtic can koozie

www.220km.com.ua

https://www.farm-pump-ua.com